Côte Bleue: as praias da costa azul da Provence preferidas dos locais

Côte Bleue: as praias da costa azul da Provence preferidas dos locais

23/05/2019 0 Por Julia Dantas
Compartilhe:

Quem passa por Marselha em dias quentes tem muitas opções de praias mediterrâneas perto da cidade. O destino mais popular entre os turistas é o Parque Nacional das Calanques, que começa ao leste de Marselha. Porém, se você quer curtir praias charmosas e frequentadas pelos locais, a Côte Bleue é uma boa pedida. E o melhor de tudo: a meia hora de Marselha.

Neste artigo, você vai descobrir as diferenças entre a Côte D’Azûr e a Côte Bleue, como chegar até lá de transporte público e as características das principais cidades da região.

Côte Bleue e Côte D’Azur: qual é a diferença?

É fácil confundir Côte Bleue com Côte D’Azûr, pois as duas regiões podem ser traduzidas como “costa azul”. Porém, embora não haja um limite geográfico exato, tenha como ponto de referência o Parque Nacional das Calanques, que vai de Marselha a La Ciotat. A Côte Bleue está a oeste das Calanques, enquanto a Côte D’Azur está a leste.

Desenhando é mais fácil.

Enquanto as cidades da Riviera Francesa têm como cenário as palmeiras e a rocha avermelhada, na Côte Bleue existe o predomínio do calcário branco e do cerrado. Em algumas regiões, é possível encontrar todas essas características, por isso o limite não é exato. Na pequena ilha de Porquerolles, por exemplo, é possível ver as duas formações rochosas.

Vegetação mediterrânea em Carry-le-Rouet, cidade da Côte Bleue, sul da França
A trilha entre Carry-le-Rouet e Sausset-les-Pins é rodeada pela vegetação mediterrânea, exuberante na primavera e super aromática.

Por isso, o termo Côte D’Azur, traduzido comercialmente como Riviera Francesa, tem um significado mais turístico do que geográfico. Normalmente, considera-se Côte D’Azur as cidades turísticas que vão de Hyères a Menton. As mais conhecidas são Saint-Tropez, Cannes, Antibes, Mônaco e Nice – esta considerada a capital da Riviera Francesa.

Já a Côte Bleue é menos conhecida pelos turistas internacionais, ou seja, acaba sendo a praia dos locais. Ela começa no bairro de L’Estaque, em Marselha, e vai pelo menos até o balneário de La Couronne. Porém, alguns consideram que, por ser chamada de “costa provençal”, a Côte Bleue se estende até Saintes-Maries-de-la-Mer, na região da Camargue.

Farol de Carry-le-Rouet visto da trilha, Côte Bleue, sul da França
Pegamos a trilha no meio, então só vimos o farol de Carry-le-Rouet de longe. Saímos da trilha para fazer um piquenique ao abrigo do vendo nesta enseada aí embaixo. Não tem escada, então cuidado na descida, ok?

Uma vantagem da Côte Bleue é que muitas praias da região estão ao abrigo do mistral, vento forte típico da região. Quando visitamos Carry-le-Rouet, por exemplo, deixamos Marselha com ventos de quase 60 km/h. Porém, encontramos uma enseada na trilha até Sausset-les-Pins com clima quente e ar parado. Isso dificilmente ocorreria no Parque dos Calanques, onde a natureza é tão exuberante quanto a força dos ventos em dias de mistral. 

Trem turístico da Côte Bleue

Estação de trem em Sausset-les-Pins, Côte Bleue, sul da França
Todas as estações de trem da Côte Bleue têm o mesmo tipo de arquitetura. São bem fofas!

Chegar às praias da Côte Bleue a partir de Marselha por transporte público é muito fácil. É só pegar o trem turístico da Côte Bleue na estação de Saint Charles. E o mais legal é que só o trajeto já é um passeio!

A linha existe desde 1882 e é superfotogênica, já que percorre 60 km de litoral, entre túneis, falésias e viadutos. Uma dica: na ida, fique do lado esquerdo do trem para apreciar a vista. Neste link você confere um vídeo superlegal com imagens do trajeto (em francês).

Você pode comprar os bilhetes online ou nos quiosques da SNCF na estação Saint Charles. O trem da Côte Bleue vai em direção a Miramas e tem 9 paradas em praias da região. Os bilhetes variam conforme a distância do trajeto, com preços de € 2,90 (até L’Estaque) a € 7,50 (até La Couronne).

Para se programar quanto ao preço e horários, faça uma busca no site da SNCF e confira todas as escalas. O trajeto até La Couronne dura 38 minutos, mas o trem segue até Miramas. Atenção aos horários de retorno: com o sol se pondo às 22h no verão, fica fácil perder o último retorno a Marselha (sim, já me ocorreu!).

Praias da costa provençal: escolha a sua parada 

As principais praias da Côte Bleue estão nas seis primeiras paradas a partir de Saint-Charles. Na ordem, elas são: L’Estaque > Niolon > Ensuès-la-Redonne > Carry-le-Rouet > Sausset-les-Pins > La Couronne. Saiba um pouco sobre cada uma e escolha a sua!

L’Estaque 

Porto de L'Estaque, bairro de Marselha
Porto de L’Estaque, bairro a oeste de Marselha.

Se você quer viver a autêntica experiência marselhesa, L’Estaque é uma boa opção. Embora o bairro não seja indicado para quem quer pegar uma praia, lá pode ser uma parada interessante em dias mais frescos ou nublados.

L’Estaque ainda preserva as características de uma vila de pescadores, com pequenos barcos que fazem contraste com imponentes cruzeiros. Aos fins de semana, é fácil ver grupos de marselheses jogando petanque, esporte tradicional da cidade parecido com a malha. Para completar a experiência, experimente o Chichis e a Panisse servidos nos quiosques da Plage de L’Estaque. São tradicionais na cidade!

Locais jogam petanque em L'Estaque, bairro a oeste de Marselha.
Não é difícil encontrar com um grupo de locais jogando petanque em L’Estaque, bairro tipicamente marselhês.

Lá também é um bom local para os amantes de Cézanne, já que o pintor aixois elegeu esta parte de Marselha como base para desenvolver um estudo de cores. Dá pra fazer o caminho dos pintores e ir até a casa onde o pintor ficou, ao lado da Igreja de L’Estaque. 

Niolon 

Niolon, na cidade de Le Rove, na Côte Bleue
Niolon, na cidade de Le Rove, na Côte Bleue. (Foto: C. Fassanaro/Divulgação).

Niolon é um pequeno porto que fica na comuna de Le Rove, de acesso fácil a partir da estação de trem. Lá não existem praias especialmente autorizadas para banho, porém os locais se refrescam no verão aonde quer que haja acesso à água, inclusive na pequena faixa de areia à esquerda do porto.

Ali também é um ponto conhecido da prática de mergulho durante o verão. Você também pode alugar um caiaque para acessar grutas e falésias escondidas no calcário das Calanques. Para os amantes de trilhas, Niolon é o ponto de partida ideal, iniciando o caminho que passa ao lado do trilho do trem e vai até a Calanque de Méjean.

Ensuès-la-Redonne 

É nesta parada que você poderá tirar uma foto em frente ao viaduto onde passa o trilho de trem. Aqui também é uma boa pedida para os adeptos do nudismo: são duas as praias naturalistas na cidade (Calanque des Athénors e Plage de Dugue).

A Plage de Dugue é de fácil acesso, mas você poderá fazer uma trilha pelas calanques e encontrar outras opções mais selvagens, como a Calanque des Athénors ou a de Figuières Méjean. Atenção aos pés quando entrar no mar: as praias da região estão repletas de ouriços-do-mar (vale o alerta para todas as praias da região. 

Carry-le-Rouet 

Enseada ao lado do farol em Carry-le-Rouet, Côte Bleue
Enseada ao lado do farol em Carry-le-Rouet, Côte Bleue

A vila de Carry-le-Rouet possui uma boa infraestrutura, com escritório de turismo e muitas opções de restaurantes. A especialidade da região são as oursinades, feiras para degustação de ouriços-do-mar que ocorrem todos os domingos de fevereiro – ou seja: um bom programa para quem visita a região no inverno. 

Trilha da Promenade Bord de Mer em Carry-le-Rouet, Côte Bleue
Trilha da Promenade Bord de Mer em Carry-le-Rouet, Côte Bleue

Se estiver com um período livre, recomendo fazer a trilha que sai de Carry-le-Rouet e vai até Sausset-les-Pins pela borda do mar. São várias as opções de praias no meio do caminho para fazer um descanso e tirar muitas fotos. O percurso de 4,3 km costuma ser percorridos em 1h30. O trajeto é quase inteiro calçado, exceto por alguns trechos de praia. Após a praia de La Tuilière, foi preciso continuar por um trecho da rodovia até a Promenade de la Corniche em Sausset-Les-Pins. Mesmo assim, o passeio vale a pena.

Sausset-les-Pins 

Vista da Promenade de la Corniche, em Sausset-les-Pins, na Côte Bleue, sul da França
A vista da Promenade de la Corniche, em Sausset-les-Pins, faz parte da trilha saindo de Carry-le-Rouet. Lá é um ótimo ponto para encher a garrafa de água potável e recarregar as energias.

Bem-vindo à Riviera de São Lourenço da Côte Bleue. Aqui você encontrará uma vila charmosa, limpa e bem estruturada, com um pequeno porto e uma praia de seixos que se estende por 500 metros. Em Sausset-les-Pins você pode se banhar, tomar um sol, degustar uma refeição em um bom restaurante ou só passear à beira-mar. Assim como Carry-le-Rouet, a cidade também hospeda as feiras de oursinades, porém durante o mês de janeiro. 

Praia de seixos em Sausset-les-Pins, na Côte Bleue, sul da França

Não estranhe o fluxo de carros conversíveis: Sausset-les-Pins é um povoado feito por grandes mansões de jardins bem-cuidados. Aproveite para admirar o cenário e fazer um people-watching dos locais que frequentemente são vistos passeando com seus cachorros de pedigree.

La Couronne 

La Couronne é a parada com mais opções de praias de areia na Côte Bleue. As mais famosas são a Plage du Verdon e a Saint Croix, porém elas tendem a ficar lotadas durante o verão. Lá também é possível encontrar opções para os naturistas, como a Plage de Bonnieu. 

O balneário de La Couronne está na cidade de Martigues, a maior da Côte Bleue (sem considerar Marselha). Martigues é conhecida como a “pequena Veneza provençal” por ser atravessada por canais e pelas casas coloridas do bairro velho.

Foto aérea de Martigues, a pequena Veneza do sul da França.
Foto aérea de Martigues, a pequena Veneza do sul da França. (Foto: G. Martin Raget/Divulgação).

Ao norte, já fora da Costa Azul, ela é banhada pelo imenso Lago de Berre. A cidade também tem um parque interessante para quem viaja com crianças, o Parque de Figuerolles. Para ficar mais ao Norte da cidade, desça na próxima parada – Martigues.

Ainda tenho um verão inteiro para explorar essa região incrível e prometo voltar aqui para contar detalhes de cada uma das praias. Por enquanto, deixo abaixo mais fotos que tirei no último passeio.

E você, já visitou a Côte Bleue? Se sim, deixe sua dica nos comentários!